Enquete
O que achou do site?
 
Pessoas on-line
Nós temos 40 visitantes online

Os profissionais da Longevity Center estão sempre interessados no seu bem estar!

Pensando em uma orientação especializada para que você atinja seus objetivos, colocamos a disposição o nosso programa de AVALIAÇÃO FÍSICA.

Agende agora mesmo sua AVALIAÇÃO: fique sabendo seu percentual de gordura e massa magra, recicle seu programa de treinamento, estabeleça novas metas e nós te ajudaremos a conquistar a qualidade de vida que você merece!

Procure um de nossos professores e saiba mais como funciona nosso programa de AVALIAÇÃO FÍSICA COMPUTADORIZADA!

O que é musculação?

O que é musculação

A musculação é uma atividade que consiste em trabalhar a musculatura corporal, realizando exercícios contra uma resistência que pode ser empregada das mais variadas formas, como uma carga num halter ou numa barra longa, num aparelho com baterias de placas, tensores elásticos, aparelhos de ar comprimido, ou simplesmente contra a força da gravidade.

Quem pode praticar musculação?

A musculação pode ser realizadas por diferentes grupos de indivíduos, desde adolescentes à idosos, passando por aquelas pessoas que precisam de cuidados especiais, como cardiopatas (portadores de distúrbios no coração), diabéticos, hipertensos (indivíduos com pressão arterial acima do normal), portadores de deficiência física, indivíduos que estão em fase de recuperação de lesões ou em quadro pós-operatório,  liberados pelo médico para fortalecimento muscular.

Quando iniciamos a pratica da musculação pela primeira vez, passamos por um período chamado “período de adaptação”, onde o nosso organismo sofre modificações e adaptações quanto à força, coordenação do movimento, recrutamento de fibras musculares envolvidas na atividade, entre outras. Esse período, dentro de uma pratica regular, acontece nas duas primeiras semanas, onde é visível a melhora da performance do aluno na realização dos exercícios após este período.

Em relação ao período onde o praticante de musculação vai atingir os seus objetivos, deve ser levado em consideração os reais objetivos e as possibilidades dos mesmos serem atingidos, ou seja, só é possível atingir um resultado dentro das possibilidades das suas características morfológicas e genéticas (deve se levar em consideração à estrutura óssea morfológica e a distribuição dos tipos de fibras em cada indivíduo). Dentro do conteúdo possível de modificação do corpo do individuo, o resultado será sempre dependente do nível de seriedade em que o praticante irá treinar, sua freqüência de treino, sua responsabilidade com o treino e com a alimentação, e até a suplementação.

Orientação Profissional

O treinamento na musculação deve ser acompanhado por um professor, formado em educação física, especialista na área de musculação, que irá planejar a rotina de treinamento do aluno e acompanhá-lo no dia-a-dia, dentro da academia. Este profissional é de fundamental importância no processo de evolução do praticante, pois ele tem uma maneira diferente, dos alunos, de ver esta atividade. O professor deve orientar o aluno quanto ao conteúdo do programa de treinamento, a forma correta de execução dos exercícios, o correto posicionamento nos aparelhos, deve dar orientação quanto às dúvidas dos alunos e ajudar os alunos, com menos experiência ou até os avançados, que utilizam o professor como uma ferramenta para uma correta execução dos exercícios e por motivo de segurança, e para uma melhor performance.

Objetivos da Musculação
Nos dias atuais a musculação é utilizada por seus praticantes com objetivos distintos, como aumento de força e de massa muscular, diminuição do peso corporal, massa gorda e percentual de gordura, melhora do condicionamento físico geral, aumento da performance esportiva, da potência ou da resistência muscular. Porém cada propósito exige o uso de diferentes tipos de treinamento, com diferentes intensidades, volumes, velocidade de execução dos movimentos, séries, intervalos entre as séries e os exercícios, e períodos de recuperação entre os treinos.

Na montagem do programa de treinamento do aluno o que deve ser levado em consideração é a especificidade do treinamento, um termo utilizado no treinamento desportivo onde cada indivíduo deve treinar e desenvolver as qualidades físicas relacionadas aos seus objetivos. Então para cada praticante da musculação, deve haver um treinamento diferenciado. Pode até acontecer de um, ou mais, alunos utilizarem o mesmo treinamento, mas isso só ocorrerá se os objetivos forem os mesmos, se o nível de adaptação ao treino for o mesmo e se nenhum dos exercícios forem contra-indicados para nenhum destes mesmos alunos.

Veremos a seguir alguns objetivos finais desenvolvidos com a pratica da musculação:

- Hipertrofia muscular: é um aumento da secção transversa do músculo; isso significa um aumento no tamanho e número de filamentos de actina e miosina (proteínas), e adição de sarcômeros (constituintes da estrutura interna do músculo) dentro das fibras musculares já existentes.

- Força Pura: é a capacidade de exercer força máxima na musculatura para dado movimento corporal, contudo os músculos podem exercer força máxima nas seguintes formas: contrações isométricas (estáticas), concêntricas (fase positiva do movimento, onde se vence a resistência), e excêntricas (fase negativa do movimento, onde a resistência vence a sua força).

- Potência muscular: é a combinação entre a velocidade e a força; quanto maior a força ou a velocidade de execução, maior será a potência gerada.

- Resistência Muscular Localizada: caracterizada pelo tempo máximo em que um indivíduo é capaz de manter a força isométrica ou dinâmica em um determinado movimento ou exercício. A resistência muscular localizada pode também ser definida como a capacidade de manter a atividade contrátil do músculo até que o mesmo entre em fadiga.

Na musculação existem dos tipos de séries na montagem de um programa de treinamento. Uma é a “Alternada por segmento”, onde o praticante realiza um exercício para o complexo muscular superior e outro exercício para os grupos musculares inferiores. O outro tipo de série é a “Localizada por articulação”, onde o indivíduo realiza diferentes exercícios, porém utilizando a mesma articulação, para então depois passar para outros grupos musculares. Este tipo de série pode ser subdividido em: Agonista e Antagonista, completa, pré-exautão, parcelada, prioritária, seletiva, mista, associada a articulação adjacente, e direcionada por grupo muscular.

Uma outra abordagem da musculação é a utilização de exercício para a correção postural, onde o profissional de educação física, especializado na área, diagnóstica o desvio postural do indivíduo e através deste diagnóstico ele planeja o seu treinamento, fortalecendo os músculos enfraquecidos e alongando, principalmente, os músculos encurtados. Além, é claro, de prescrever alongamentos e exercícios para todo o restante do corpo.